JOGO PELO TÍTULO

Hoje tem decisão do Sub-17; Brasil disputa o título contra o México

Jornalista Jonas Jozino | 17/11/2019 07:35:22

Guilherme Dalla Déa, treinador do time brasileiro, quer ver a sua equipe mais eficiente para não sofrer tanto na decisão.

A Seleção Brasileira encara o México neste domingo, às 18h, no Estádio Bezerrão, em Gama, na grande decisão do Mundial Sub-17. Os brasileiros fizeram história nas semifinais, eliminando a França com um triunfo por 3 a 2, de virada, após saírem perdendo por 2 a 0. Já os mexicanos sofreram para despachar a Holanda nos pênaltis, após empate por 1 a 1. Na preliminar, às 15h, franceses e holandeses decidem o terceiro lugar.

Guilherme Dalla Déa, treinador do time brasileiro, quer ver a sua equipe mais eficiente para não sofrer tanto na decisão.

“Infelizmente cometemos muitos erros contra a França no primeiro tempo, mas mostramos grande capacidade de recuperação. Porém, não podemos voltar a correr riscos, pois o México com certeza vai exigir ainda mais de nós”, disse Guilherme Dalla Déa.

Os jogadores estão confiantes.

“Trabalhamos muito para chegar até aqui, o que aconteceu com méritos. Portanto, vamos para esta decisão cientes de que podemos ganhar se estivermos em um grande dia”, avisou o volante Daniel Cabral.

Dalla Déa não confirmou a escalação, mas deve repetir o time que derrotou a França.


Pelo lado do México, o técnico Marco Ruíz também não fará mudanças, e espera um jogo perfeito de sua equipe.

“O Brasil tem cem por cento de aproveitamento e é o grande time da competição. Fez jogos perfeitos e por isso mesmo, apenas em uma noite de poerfeição da nossa parte poderemos brigar pelo título”, avisou o treinador da seleção mexicana.

Caso a partida deste domingo termine empatada no tempo regulamentar, acontecerá uma prorrogação de trinta minutos. Persistindo a igualdade no tempo extra, o campeão será conhecido nas cobranças de pênaltis.

FICHA TÉCNICA
MÉXICO X BRASIL
Local: Estádio Bezerrão, em Gama (DF)
Data: 17 de novembro de 2019 (Domingo)
Horário: 18h
Árbitro: não divulgado pela organização

MÉXICO: Eduardo García, Alejandro Gómez, Rafael Martínez e José Ruíz; Eugenio Pizzuto, Josue Martínez, Victor Guzman, Bruce El-Mesmari e Bryan González; Israel Luna e Santiago Muñoz
Técnico: Marco Ruíz

BRASIL: Matheus Donelli; Yan Couto (Sandry), Henri, Luan Patrick e Patryck; Daniel Cabral, Diego Rosa (Lázaro) e João Peglow; Gabriel Veron, Kaio Jorge e Pedro Lucas (Gustavo García)
Técnico: Guilherme Dalla Déa